Aprenda a calcular o ROI na gestão de pessoas

ROI na gestão de pessoas

O cálculo do retorno sobre investimentos faz parte da rotina de muitos gestores. Afinal, é ele que determina a lucratividade de uma campanha de marketing, da aquisição de uma máquina, da abertura de uma filial entre outros. Mas essa é uma métrica válida quando falamos de recursos humanos? Você já ouviu falar do ROI na gestão de pessoas? 

Considerando que os recursos humanos são o principal ativo de uma companhia — ou seja, o diferencial entre seu incrível sucesso ou desastroso fracasso —, é de se esperar que haja uma métrica também para avaliar a contribuição das contratações para o resultado da empresa.

Conheça agora essa métrica:

1. As diferenças do ROI na gestão de pessoas

Diferente da aquisição de uma máquina ou a abertura de uma filial, deduzir uma fórmula para o ROI quando tratamos dos recursos humanos na empresa é uma tarefa desafiadora.

É fácil calcular o ROI de um evento específico como um treinamento, por exemplo. Basta comparar o que os funcionários produziam antes com o resultado posterior e deduzir se a diferença entre esses valores é maior que o valor investido. 

Porém, quando se fala do desempenho geral de um trabalhador, esse cálculo é muito complexo. Isso acontece porque há poucas métricas isoláveis e passíveis de uma mensuração simples. 

Diante de todos os desafios apresentados, desenvolveu-se um conceito chamado ELVT ou Employee Lifetime Value, algo como o valor do empregado ao longo de sua vida (na empresa, é claro!). Ele define o resultado financeiro que o colaborador gerou à organização durante seu tempo de serviço. 

2. O conceito do ROI na gestão de pessoas

Portanto, o cálculo do ELTV tem várias diferenças. Não espere uma fórmula simples como aquela utilizada para investimentos. Há diversos pontos a considerar:

2.1. O ciclo de produtividade e resultado dos indivíduos

O ELTV entende que, durante seu tempo em uma empresa, o colaborador passa por alguns estágios de produtividade:

  • Início: no primeiro dia no novo emprego, o ELTV do novo funcionário é negativo. Ele ainda não produziu resultados, mas o processo que levou à sua contratação consumiu recursos. 
  • Contribuição total: após ambientação e aprendizagem de tempo variável, o indivíduo exerce plenamente o papel para o qual foi contratado. Este é o período dos resultados mais expressivos.
  • Platô: o funcionário passa um período estável de produção de resultados. É possível que comece a considerar a busca de novas oportunidades.
  • Decisão de partir: após essa escolha, a tendência é que a produtividade do colaborador entre em decadência. Seu foco não é mais a empresa atual, mas a nova oportunidade.
  • Saída: Em seu último dia na empresa, cessam os resultados que ele produz. 

Portanto, o ciclo do colaborador na organização tem momentos de crescimento, pico e decadência, e isso precisa ser considerado ao calcular o ROI em gestão de pessoas.

2.2. Como calcular o ELTV

Como já explicamos, não há uma fórmula pronta, e sim um processo. Aliás, esse é um caminho que varia entre setores, organizações e até mesmo de um ambiente de negócios para outro. Compreenda as informações que devem ser consideradas

  • selecionar os funcionários que participarão da análise;
  • obter informação financeira da organização;
  • definir a contribuição individual dos empregados para a situação financeira de acordo com metodologias específicas da companhia;
  • determinar os resultados financeiros gerados para cada unidade de tempo.
  • obter informações sobre os custos de manutenção daquele colaborador para cada unidade de tempo;
  • construir um modelo econômico que inclua o desconto de fundos ao longo do tempo, caso isso seja aplicável;
  • reunir esses elementos para criar um modelo de cálculo do valor pelo tempo de vida. 

Tão importante quanto obter o ELTV dos colaboradores é entender que algumas práticas podem impactar no desempenho e lucratividade. Cabe ao setor de RH desenvolver ações para promovê-las.

Com iniciativas voltadas ao treinamento, processo de recrutamento e seleção preciso, desenvolvimento da liderança e com gestão e cultura apropriadas, é possível fazer o funcionário produzir mais e por um período estendido de tempo, aumentando seu ELTV. 

E você, já conhecia esta abordagem para o cálculo do ROI em gestão de pessoas? Gostaria de receber outras novidades a respeito? Então não perca tempo: assine nossa newsletter e receba mais conteúdos exclusivos como esse em primeira mão! 

Equipe Mapa

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Últimos Artigos