Mulher na gestão: veja 4 dicas para se destacar no mercado3 minutos de leitura

É cada vez mais comum ver a mulher na gestão de vários setores, como marketing, RH, jurídico, entre outros. Porém, mesmo com todas essas conquistas, ainda pode-se encontrar algumas dificuldades no caminho. Por isso, é importante continuar se destacando.

O caminho aqui, obviamente, não é fácil. Muitas mulheres são mães, o que já é um trabalho em tempo integral, e ainda têm que dar conta de uma carreira. E muitas conseguem! Outras estão passando por um momento de transição na área em que trabalham e precisam sempre se superar para não perder espaço. Qualquer que seja o seu caso, há um caminho para você progredir.

Para ajudar, trouxemos aqui 4 diferenciais que apenas a mulher na gestão pode trazer para o mercado de trabalho. Acompanhe e confira!

1. Determinação inabalável

Todas já passaram por um momento na vida em que, apesar do esforço, as coisas parecem não funcionar direito. Pequenos imprevistos do dia a dia podem chegar no momento mais inoportuno, forçando a dar um passo para trás. Entretanto, ainda assim, persistiram o máximo possível e viram os resultados de seu trabalho. Esse tipo de determinação é uma qualidade comum em todas as mulheres e deve ser cultivada diariamente.

2. Capacidade de ser multitarefa

Lidar com várias questões simultaneamente é cada vez mais importante para ter sucesso em qualquer carreira. Felizmente, a mulher na administração tem uma grande vantagem nesse quesito. Administrar várias obrigações e dar conta de todas elas ao mesmo tempo é uma habilidade bem mais comum entre as mulheres, o que oferece uma boa vantagem em diversas carreiras.

3. Empatia

Ter inteligência emocional para lidar com situações complexas sem perder a calma é importante em diversas áreas de atuação, mas também é vital que se mantenha um pouco de empatia dentro da gestão do negócio.

Reconhecer o lado humano destas negociações, compreender o que um cliente ou colaborador realmente busca e ser capaz de se conectar com um grande grupo de pessoas é algo importante em áreas como Recursos Humanos, Marketing, entre outros. 

4. Maior flexibilidade diante da adversidade

Junto com a capacidade feminina de escutar e compreender, também vem a habilidade de reavaliar a situação e se adaptar. Isso leva a melhores habilidades de negociação, além de evitar muitas perdas que costumam acontecer quando alguém persiste em um plano ineficiente.

Segundo pesquisas do IBGE e outros órgãos, a representação feminina em cargos de direção e gerência ainda é pequena. Além disso, houve uma queda na porcentagem de mulheres nessa posição, que passou dos quase 40% para os 38% em um período de quatro anos.

Mesmo assim — e por isso mesmo — é preciso ser persistente. Tenha confiança em sua formação e em sua experiência para desempenhar com maestria seu papel de mulher na gestão. 

Quer continuar recebendo mais dicas para avançar em suas conquistas? Então assine nossa newsletter e esteja sempre pronta para todos os desafios.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo