Tendências de recrutamento e seleção3 minutos de leitura

O setor de Recursos Humanos tem passado por frequentes mudanças ao longo dos últimos anos. Grande parte dessas mudanças veio em razão da ampliação do uso da tecnologia durante os processos de seleção. Novos softwares, seleção online, uso de redes sociais no processo de análise e triagem de candidatos são alguns exemplos de ações que embora sejam práticas ainda recentes já estão extremamente inseridas nos processos seletivos. 

Mas novos termos estão cada vez mais usuais e o profissional de RH precisa estar atento a eles. A inovação por meio da tecnologia está sendo chamada de RH 4.0, e pode ser definida como a transformação da área de Recursos Humanos, a 4ª Revolução Industrial. É o momento onde as ações deixam cada vez mais o modo manual e se torna automatizado.  

Confira agora as quatro grandes tendências de recrutamento e seleção: 

Novas técnicas de entrevista utilizando a tecnologia 

Soluções simples como entrevistas realizadas por meio de vídeo encurtam o processo seletivo, otimizando tempo e diminuindo os gastos. A tecnologia permite entrevistas online tão eficientes quanto as presenciais e pode ser usada principalmente para triagem inicial dos candidatos.  

Este processo é positivo também para o candidato, que não precisa se deslocar até a empresa. Além disso, ele se sente mais seguro e à vontade, demonstrando assim sua personalidade real, com menos nervosismo. 

Diversidade 

Sem dúvida alguma, diversidade é um dos termos mais abordados durante entrevistas com profissionais de RH sobre o futuro do recrutamento e seleção. Está cada vez mais claro para as empresas que as diferenças étnicas, etárias, comportamentais e toda característica que possibilite pontos de vista diferentes são fundamentais para que uma empresa prospere no mundo em que vivemos, com as minorias cobrando cada vez mais o seu espaço. 

Inteligência artificial 

Pesquisa realizada pelo LinkedIn com nove mil recrutadores revelou que 58% destes profissionais acredita que a inteligência artificial poderá ajudá-los a encontrar uma base mais ampla de candidatos. 67% dizem que essa tecnologia pode economizar tempo de seleção e para 43% deles afirmam que pode auxiliar a eliminar perfis com tendências preconceituosas na hora de selecionar.  

É possível contar com a ajuda de robôs para executar tarefas como ler currículos, selecionar candidatos e selecionar colaboradores de forma automatizada. 

Big data 

Embora o recrutamento de pessoas seja uma área focada em humanas, os números têm se tornado cada vez mais parte essencial do processo de seleção. Com o uso de ferramentas que ajudam na organização de uma quantidade imensa de dados, gráficos e estatísticas, analisar o candidato de forma mais ampla e assertiva garante resultados de maior qualidade. 

Estas mudanças são graduais e não chegam ao mercado de forma sistêmica. O processo é lento, mas já é realidade e o profissional de RH que deseja fazer a diferença dentro da empresa precisa, mais do que nunca, estar atento às novidades.

Conheça a MAPA, a mais completa ferramenta de Avaliação de Personalidade desenvolvida no Brasil. Converse com um especialista MAPA e saiba como podemos te ajudar a aprimorar o seu trabalho de acordo com as novas tendências de recrutamento e seleção.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo