Tecnologias disruptivas em gestão de pessoas3 minutos de leitura

De acordo com o dicionário, disruptivo é “o que acaba por interromper o seguimento normal de um processo; que tem capacidade para romper ou alterar, que rompe”. A palavra que chegou com tudo nas organizações impacta diretamente o trabalho do profissional de RH, que precisa ficar atento às constantes inovações do setor. Empresas que demoram a incorporar tecnologias disruptivas estão atrás de outras empresas e de concorrentes.

Os modelos tradicionais de gestão estão sendo trocados por modernas tecnologias, mais eficientes que os métodos manuais. Pesquisa realizada nos Estados Unidos constatou que as empresas investiram mais de US$ 3 bilhões em tecnologia de RH em 2015 e 2016 e mais US$ 1 bilhão por ano a partir de 2017. O objetivo desta estratégia é criar mecanismos que tornem os colaboradores mais engajados e produtivos.

O RH tem a missão de ser o setor que além de dar o suporte, impulsiona e motiva os outros setores operantes dentro de uma empresa. A tecnologia chegou para facilitar este objetivo e abaixo estão 5 das principais tendências disruptivas para o RH:

1- Ferramentas de Avaliação de Personalidade

Com as ferramentas de avaliação de personalidade é possível realizar análises completas e precisas dos candidatos a uma vaga e dos colaboradores da empresa. Desta forma, a ferramenta possibilita a redução dos custos e despesas dos processos de R&S e T&D, aumento do retorno sobre o investimento em gestão de pessoas, redução no tempo total e otimização dos processos de seleção, favorecendo a composição de equipes mais assertivas e bem estruturadas.

2- Inteligência Artificial

Embora pareça novo, a Inteligência Artificial existe há décadas e se propõe a elaborar dispositivos que simulem a capacidade humana. É um facilitador que pode ser utilizado para responder perguntas frequentes que demandem respostas padronizadas, por exemplo, otimizando tempo.

3- Employee Experience

Em português, a experiência do colaborador deve ser um dos principais focos do departamento de RH. Criar um ambiente saudável, receptivo e que estimule o profissional a evoluir sempre mais. Para isto, o RH pode contar com softwares de treinamento online e qualquer outro recurso tecnológico que forneça uma experiência positiva para o colaborador.

4- People Analytics

A análise de dados vem sendo amplamente utilizada por qualquer setor que deseja conhecer de forma mais profunda as pessoas com as quais se relacionam, sejam colaboradores, fornecedores ou clientes. Os dados são colhidos de diversas fontes, tais como redes sociais, marketing e vendas.

Entre os benefícios da análise de dados pelo RH podemos citar:

– a identificação de talentos dentro ou fora da empresa, em redes como LinkedIn ou banco de currículos;
– retenção de talentos, através da utilização de ferramentas que reúnam informações úteis sobre os funcionários;
– aprimorar treinamentos e planos de desenvolvimento de carreira.

5 – Vídeo

Tecnologia mais antiga que as listadas acimas, o vídeo ainda não é muito utilizado pelas empresas. Uma simples entrevista com candidatos por meio de ferramentas como Skype reduzem custos e tempo de contratação, tornando o processo seletivo mais ágil.

Não há dúvidas de que existem custos no processo de investimento em modernização, mas é importante pensar que o prejuízo causado pela estagnação pode ser ainda mais prejudicial para a empresa. A médio e longo prazo, o retorno sobre o investimento pode ser facilmente compreendido se realizadas as análises de forma correta, uma vez que a utilização das tecnologias torna os processos muito mais assertivos. O profissional de RH que compreende a importância do investimento nas novas tecnologias é capaz de levar a empresa a um patamar mais elevado.

Conheça a MAPA, a mais completa ferramenta de Avaliação de Personalidade desenvolvida no Brasil. Converse com um especialista MAPA e saiba como podemos te ajudar a utilizar tecnologias disruptivas em gestão de pessoas.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo