Entenda a importância da diversidade e da inclusão nas empresas4 minutos de leitura

A diversidade nas empresas é um tema que tem sido cada vez mais destacado. Atualmente, as organizações ampliaram seu olhar e viram que ficar “engessada” ou impor certo tipo de padrão, rejeitando as demais pluralidades de nossa sociedade, não é algo comum, como antigamente.

Um estudo realizado pela consultoria empresarial Mckinsey, por exemplo, já constatou que companhias que valorizam e integram a diversidade em seus processos de seleção obtêm resultados 25% melhores do que as empresas que agem de modo contrário. Isso comprova que que a diversidade é importante para as organizações. Mas, afinal, o que é diversidade nas empresas?

Essencialmente, trata-se de realmente praticar, apoiar a inclusão e ser tolerante às diferenças, acolhendo todos os tipos de profissionais. Isso envolve, por exemplo, diferenças culturais e de gênero, etnias, pessoas com deficiência, e por aí vai. Você conferirá mais sobre essa prática no decorrer do texto.

Quais são as vantagens da inclusão da diversidade nas organizações?

A diversidade permite que a empresa acompanhe os movimentos e as tendências atuais, além de ampliar a visão e o modo de pensar. Poderíamos destacar variadas vantagens como essas, e fizemos um compilado com as principais, a seguir.

Melhora de resultados

Aderindo à inclusão, a empresa se torna mais acolhedora e estimulante para todos. Isso incentiva os colaboradores e contribui para a sua motivação, o que leva a um trabalho mais engajado e, consequentemente, a melhores resultados.

Redução de conflitos

Uma empresa que valoriza a diversidade deve adotar uma política de respeito, tolerância e boa convivência. Com a inserção na cultura da empresa, os colaboradores podem aprender a lidar melhor com suas diferenças, o que reduz as ocorrências de problemas e conflitos entre os colegas.

Redução da rotatividade

Com a inclusão e o respeito às diferenças, por parte dos colegas e da organização, os desligamentos se tornam menos frequentes na empresa. Quando a diversidade é valorizada, por sua vez, a taxa de rotatividade diminui.

Aumento da criatividade

Em equipes diversificadas, surgem ideias mais variadas, autênticas e criativas, já que pessoas com diferentes contextos, histórias e perspectivas estão trabalhando em conjunto. Além disso, um ambiente inclusivo e respeitoso permite que o colaborador se sinta mais à vontade para criar e inovar.

Base de clientes diversificada

Uma empresa diversificada dá visibilidade e representatividade a um maior número de pessoas e grupos sociais, o que, consequentemente, expande o seu alcance de público.

Como tornar a empresa mais diversa?

O primeiro passo é respeitar as diferenças das pessoas, seja em relação a seus pensamentos, personalidade, gênero ou características físicas, culturais e étnicas. Não se deve acreditar que algum desses elementos desvaloriza ou reduz o potencial de alguém.

É preciso, também, ampliar e praticar a empatia, inserindo-a na cultura da empresa. Os líderes das equipes, inclusive, devem engajar e estimular seus times a praticarem essas mesmas condutas.

Além disso, no dia a dia é importante que em todas as atividades da organização tenha respeito e adaptação referente às individualidades. Afinal, não adianta abrir vagas para pessoas com deficiência (PCD) e não garantir condições adequadas para que elas participem do processo e trabalhem naquele local, por exemplo. Por fim, vale destacar que ter políticas de contração específicas para equilibrar a pluralidade dentro da empresa também pode ajudar.

Como o uso da tecnologia pode facilitar a integração da diversidade nas empresas?

O uso da tecnologia dentro das organizações está crescendo e, no que se refere à inclusão da diversidade, não é diferente. Já existem muitas ferramentas, por exemplo, que auxiliam as pessoas com deficiência em sua adaptação. São softwares que ajudam pessoas cegas ou com baixa visão, lupas eletrônicas e vários outros equipamentos.

Além disso, os avanços também podem contribuir para os processos de recrutamento e seleção. Alguns testes, por exemplo, ajudam a colher informações mais detalhadas sobre a personalidade de um colaborador e entender se aquela pessoa se adaptaria com a cultura da sua organização (fit cultural).

Para finalizar, concluímos que a diversidade nas empresas vem crescendo, mas ainda há muito o que realizar, e cada organização deve se avaliar para ver qual deve ser o primeiro passo a se tomar ou quais são os próximos passos. Esperamos que tenha gostado do texto! Não se esqueça de compartilhá-lo em suas redes sociais!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo