Quais os benefícios do People Analytics e como aplicá-lo na sua empresa?3 minutos de leitura

 

Você certamente já ouviu falar em People Analytics, o processo que coleta e analisa dados sobre o comportamento e o desempenho dos colaboradores, a fim de identificar tendências e basear a tomada de decisões da empresa.

Essa metodologia é extremamente eficiente porque dá uma visão clara da realidade da organização, permitindo que sejam avaliadas as verdadeiras causas da situação atual e favorecendo a construção de estratégias que resolvam o problema em sua origem.

Você quer entender melhor como o People Analytics pode ajudar sua empresa e como implementá-lo? Então, continue a leitura!

Quais são os benefícios da ferramenta na gestão de pessoas?

O People Analytics pode mudar totalmente a maneira como a gestão de pessoas é feita na sua empresa. Conheça 3 benefícios que essa abordagem oferece.

Melhorar o processo de recrutamento

Com as informações obtidas pelo People Analytics, é possível traçar um perfil do colaborador ideal para uma vaga, levando em consideração habilidades técnicas e comportamentais

Isso faz com que o recrutamento seja mais estratégico, com margem de erros menor e aumentando a retenção.

Avaliar o desempenho dos colaboradores

Por meio do People Analytics, o RH consegue ter uma visão muito mais clara da performance dos profissionais, identificando gaps e propondo mudanças e treinamentos que resolvam o problema. 

Manter os funcionários engajados com a empresa

A empresa precisa de informações suficientes para entender o que motiva suas equipes, pois, a partir do momento em que contar com profissionais engajados e dispostos a fazer o melhor, alcançará maior produtividade e retenção de talentos.

Como aplicar o People Analytics na empresa?

Podemos instruir a aplicação do People Analytics por meio de alguns passos, que, quando aplicados corretamente, trazem os resultados desejados.

Defina os objetivos

Antes de aplicar qualquer ferramenta ou metodologia, o Recursos Humanos precisa entender qual ponto pretende chegar. Definir os objetivos e a frequência dos dados faz com que o trabalho seja direcionado e tenha um embasamento sólido.

Colete os dados

Com o objetivo em mente, é hora de coletar os dados realmente relevantes e que atendam à meta definida na primeira etapa.

Organize, avalie e cruze os dados

Nessa etapa, as informações são avaliadas e comparadas. Aqui são aplicadas as métricas determinadas na primeira etapa e detectada a relação de dependência ou de ligação entre esses dados, fazendo com que todo o volume indique algum insight ou aponte um padrão.

É essencial o uso de um software de RH na terceira fase, afinal, o volume de dados é enorme, e uma boa ferramenta digital ajuda na comparação dessas informações e na construção de gráficos e relatórios.

Compartilhe as informações com a empresa

Obtidos os padrões e insights procurados, é hora de compartilhar o resultado desse trabalho com a empresa. Assim, os gestores conseguem tomar as decisões com mais segurança e alcançar os objetivos definidos no começo do processo.

Conhecendo um pouco mais sobre o People Analytics, seu impacto e como aplicá-lo, vale a pena refletir em quais aspectos da gestão de pessoas da sua empresa ele pode ser usado. Vale a pena lembrar que não se trata apenas da coleta de números, é necessário saber interpretar e analisar essas fontes para que o RH seja realmente assertivo.

Se você busca uma ferramenta para apoiar esse trabalho, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo