Fit cultural: como avaliar se o colaborador se encaixa na cultura da empresa

Você já ouviu falar em fit cultural? Trata-se de uma metodologia que envolve recursos da psicologia e de recursos humanos para expressar o alinhamento entre o perfil de colaboradores com a cultura de uma empresa.

Geralmente o fit cultural deve ser avaliado antes mesmo da contratação de um funcionário, ainda no processo seletivo das organizações. No entanto, ele também deve ser verificado durante o tempo em que o colaborador permanecer na empresa, pois é possível que mudanças de comportamento ocorram com o passar do tempo.

Neste post vamos esclarecer as principais dúvidas que os gestores de RH geralmente têm sobre o assunto, de modo que você saiba como avaliar se o colaborador se encaixa na cultura da empresa. Acompanhe!

Por que o fit cultural é importante para a empresa?

Por meio do fit cultural é possível analisar se um candidato a uma vaga de emprego poderá obter sucesso ao compor o time de profissionais da empresa — ou se ficará deslocado na organização.

Isso não quer dizer que um candidato a uma vaga não seja qualificado, pois é um conceito que não diz respeito à capacitação profissional, mas sim à personalidade.

Desse modo, uma pessoa muito qualificada, com a formação exigida para a vaga e experiência na área, mas que é muito tímida e quieta, pode não se dar bem em uma empresa em que a maioria dos colegas são extrovertidos e muito falantes, por exemplo.

Como avaliar se o colaborador se encaixa na cultura da empresa?

Para saber se um colaborador se encaixa na cultura da empresa é essencial que a entrevista seja muito bem desenvolvida no processo seletivo.

Sendo assim, deve-se fazer perguntas e conduzir a entrevista de modo que o candidato fale sobre seu modo de ser, agir e pensar. Deste modo, será avaliado se ele tem fit cultural com a organização.

A ideia é que sejam feitas perguntas que direcionem o candidato à reflexão e o estimulem a expressar opiniões que vão além de alternativas simples como “sim” ou “não”.

Como resolver casos de desvio de comportamento?

Em casos onde o funcionário demonstra ter um perfil de comportamento no ato da entrevista, mas apresenta desvios com o passar do tempo, a resolução deve ocorrer da melhor maneira possível: com uma conversa franca e sincera.

O gestor de RH ou o líder do setor do colaborador deve questioná-lo sobre o que está acontecendo e quais são os fatores que estão levando a um comportamento inadequado.

É preciso buscar entender as situações, verificar se a empresa também não está errando em algo e propor o compromisso de ambas as partes melhorarem as suas atitudes.

Em qual momento a decisão de demitir é inevitável?

A demissão é inevitável quando, após ser advertido e solicitado ao funcionário que porte-se de outro modo, não ocorram mudanças. Nesses casos, não há mesmo fit cultural entre a empresa e o funcionário e o desligamento é melhor para ambos.

O ideal é que a demissão ocorra de maneira amigável, sem causar desgaste para o colaborador, que pode até mesmo ser indicado para outra empresa, por meio de uma carta de recomendação, caso o problema não seja grave.

Então, conseguiu entender um pouco mais sobre o fit cultural? Que tal começar a colocar esse método em prática na sua empresa? Certamente será muito útil para a organização.

Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco! Teremos prazer em atendê-lo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

topo